Apresentação do Projeto de Leitura Inclusiva Partilhada

Divulgação da ilustração do Projeto de Leitura Inclusiva Partilhada informando também os promotoresO Projeto de Leitura Inclusiva Partilhada (PLIP) nasceu do projeto pessoal de alguns investigadores da Unidade de Investigação Inclusão e Acessibilidade em Ação do Instituto Politécnico de Leiria; teve as suas primeiras experiências com a colaboração da Biblioteca Municipal da Batalha; ganhou corpo com o Projeto IPL(+)INCLUSIVO; e desenvolve-se agora com o apoio do Instituto Nacional para a Reabilitação.

O PLIP visa dar vida a livros que se encontram nas estantes das bibliotecas, oferecendo-os a novos leitores. Tal dá-se através da adaptação de obras originais ou já publicadas para que públicos com necessidades específicas possam chegar a elas através de versões em novos formatos: Livros em Braille e em alto-relevo (para pessoas cegas ou com baixa visão); audiolivros (para quem prefere ouvir); vídeo-livros em Língua Gestual Portuguesa (para os Surdos) e em formatos adaptados – pictogramas e versões simplificadas (para pessoas com incapacidade intelectual ou limitações de outra natureza).

Os kits criados trazem o cunho das equipas que neles trabalharam e refletem as competências – profissionais ou amadoras – de quem voluntariamente dá de si para que outros possam chegar à leitura. Mais importante do que a qualidade técnica dos materiais produzidos é a fidelidade aos autores e aos livros que lhes deram origem e o respeito pelos novos leitores que só assim os poderão passar a ler.

Os KITS PLIP apresentam-se em ficheiros em formato eletrónico que são disponibilizados gratuitamente para serem materializados através da impressão (normal ou em equipamentos específicos – ex. impressora braille ou de relevo) ou utilizados diretamente nos computadores (através de leitores de ecrã).

Para além de DESENVOLVER KITS MULTIFORMATO para leitores com necessidades específicas, o PLIP pretende promover e DINAMIZAR AÇÕES DE LEITURA que levem os livros a TODOS, incluindo pessoas com incapacidade ou necessidades especiais; estimular a partilha de experiências; desenvolver uma cidadania participada e dinamizar os espaços públicos dos distritos, cidades, vilas e municípios, enquanto enriquece o acervo das bibliotecas/instituições promotoras. É ainda objetivo deste Projeto PARTILHAR BOAS PRÁTICAS e DICAS na área da leitura acessível.

É um projeto desenvolvido em comunidade, criando laços entre gerações, lugares, e diferentes áreas do saber e do viver. Assume-se como um agregador de boas práticas, levando mais longe e dando visibilidade ao bom trabalho que se vem desenvolvendo, um pouco por todo o lado, de forma isolada. É uma oportunidade para os mais novos deleitarem os mais velhos; para os mais experientes transmitirem saberes únicos e deixarem marcas no meio onde vivem; para os artistas se exprimirem; para todos nos alimentarmos da nossa cultura.

Acreditamos que a LER + vamos + LONGE.

 

Promotores:

Instituto Politécnico de Leiria – através da Unidade de Investigação Acessibilidade e Inclusão em Ação (iACT); do Centro de Recursos para a Inclusão Digital (CRID); e doMestrado em Comunicação Acessível (MCA) em parceria com Câmaras Municipais / Bibliotecas / Escolas / Associações / Outros organismos e pessoas individuais.

com o apoio técnico de:

Unidade de Ensino a DistânciaRádio IPLay e Centro de Recursos Multimédia – ESECS-IPLeiria

 

Coordenação:

Célia Sousa (iACT)
Contacto: celia.sousa@ipleiria.pt

 

Fonte: PLIP

Eu sou Lúcia Mara Formighieri, cega, graduada em Comunicação Social/Jornalismo há 12 anos e apaixonada por livros. Idealizadora deste blog, parceira e colunista no Congresso de Acessibilidade, Canal de Notícias, entre outros.

“O que eu posso fazer enquanto comunicadora, para transformar a vida das pessoas?

Com este questionamento, criei este Blog, Literagindo, para tratar de Literatura e Leitura Inclusivas!

Venha Literagir com a gente!