Fevereiro mês da poesia

Participe da colunista amigo, escritores e leitores, envie seu texto, será um prazer ler e divulgar! 

Poema do João Pedro Simas:

O nosso cantinho…
EU QUERIA TE CONQUISTAR
MAS VOCE É MAIS COMPLEXA
QUE A TEORIA DA RELATIVIDADE
ME AMARRO NO SEU TREJEITO
QUE MISTURA INOCENCIA E MALICIA!
NOS NUM TANTRA SERIA UMA DELICIA,
QUEM ME DERA REALIZAR ESSE ENSEJO,
DO CAOS FAZER A ORDEM,CONCRETIZAR QUE ALMEJO!
VOCE PODIA MISTURAR SEU MUNDO AO MEU,
POIS CREIO QUE NAO TE GRAVEI NA MEMORIA A TOA,
VEM TORNAR ESSE VERSO REAL,NUMA BOA!
Poema do Danilo Evangelista

MEU SEU EU – Trocamentando.
A cada momento que passo
Me poeto, te beijo, me eriço
Faço, te olho em paço
Querendo amor, me fico, te ligo.
Te clamo, me estico, levito
Cada porta que abro
Relembro daquele abraço
Meu conflito, teu conforto, meu mito
Meu, seu, eu em luar arquivo
Nas ruas, meus pés, seu calo
Beleza profunda, amor ao vivo
Nas estradas, me corro, me carro
Teu corpo, paz, em primeiro artigo.
Em casa viajo, encaro seu ato
Te afrodito, te rolo, me cresço
Nos andares, teus pés, me calo
No dia a dia, te quero, me adito.
Em bares me bebo, no ocaso me caso
Repenso, evoco, e em teu colo durmo
Nas tuas nuas, me faço e refaço
Me banho no teu suor em atrito
Em seu prazer, me aplico e multiplico.
A cada momento, te garfo em prato
Arrefeço a fome, com seu beijo
Te rato, me farto, me dilato
Me hesito, te silvo em breve apito
Seu pensar, meu lenço, seu rastro
Na ânsia, ribombo orgasmo vivo
Seu cacho, meu dedo, seu rosnado
Na cama, te gesto, me trato
No seu quarto de mel lua rosado
Te arrebito nas ondas, sexo explícito
Meu mundo, seu seio, nosso EU espaço
Novo mundo, amor, agito bonito. 

 

Poema do Dilson Piccin
Ao abrir meus olhos,
Jurei a mim mesmo,
Olhe, o jeito é ir em frente!
Apesar de todos os dias,
De A a Z,
De fulano a beltrano,
Seja preciso engolir uns bons sapos,
O melhor é ir em frente!
Pra se chegar em algum lugar,
Mesmo engolindo alguns bons sapos,
É preciso tentar, tentar e tentar.
Tentar, tentar até se chegar
Aonde quer se chegar.
Mas para isso é preciso ser persistente.
É preciso tentar,
Sem sessar, todos os dias.
Com muito esforço,
Um dia a gente chega
Aonde a gente quer chegar.
Ao levantar,
Dou-me alguns minutos de silêncio,
Alguns minutos de uma boa reflexão,
Depois, digo a mim mesmo,
Erga-se! Vá em frente!

Se gosta de ler, entre na página
Piccin – escritos & devaneios,
https://www.facebook.com/piccinescritosdevaneios/?ref=ts&fref=ts

 

Eu sou Lúcia Mara Formighieri, cega, graduada em Comunicação Social/Jornalismo há 12 anos e apaixonada por livros. Idealizadora deste blog, parceira e colunista no Congresso de Acessibilidade, Canal de Notícias, entre outros.

“O que eu posso fazer enquanto comunicadora, para transformar a vida das pessoas?

Com este questionamento, criei este Blog, Literagindo, para tratar de Literatura e Leitura Inclusivas!

Venha Literagir com a gente!