Jovem Paranaense lança o livro “Perdidamente”, pela Drago Editorial

imagem de Giovanna Lobato usando óculos e blusa branca

Nascida no Paraná, no último 1º de dezembro dos anos 90, Giovanna Lobato é apaixonada pelo mundo literário desde que se entende por gente. Fora os projetos literários dos colégios nos quais estudou, Perdidamente é seu primeiro trabalho como autora. Suas ideias vêm de observações que ela faz do dia a dia, do Twitter – onde ela passa boa parte do tempo – e de fotos conceituais do Instagram e Tumblr. Seus passatempos preferidos são: ouvir música, ler e assistir filmes e séries. É escoteira desde sempre, porque acredita num mundo melhor. Atualmente mora em Brasília, mas seu sonho é viajar pelo mundo.

ENTREVISTA:

Conexão Literatura: Poderia contar para os nossos leitores como foi o seu início no meio literário?

Gi Lobato: Comecei no meio literário como leitora aos seis anos e resolvi que queria ser escritora aos dez.

Conexão Literatura: Você é autora do livro “Perdidamente” (Drago Editorial). Poderia comentar?

capa do livro verde escrito na parte de cima tudo começou num lugar onde nenhum dos dois queria estar. no centro, perdidamente com fone de ouvido verde claro atras no final tem o logo da editora
Gi Lobato: “Perdidamente” começou como um passatempo. Eu o escrevia no Wattpad, mas não era o projeto principal, e eu demorava muito a escrever novos capítulos. Ele começou a ter leitores mais fieis no capítulo nove, alguns meses depois de ter começado o livro; foi quando eu percebi que se eu me esforçasse mais, talvez ele tivesse uma chance de fazer sucesso.

Conexão Literatura: Como foram as suas pesquisas e quanto tempo levou para concluir seu livro?

Gi Lobato: Para pesquisa eu usei a internet, e alguns conhecidos portugueses para saber sobre os costumes de Portugal (onde a história se passa). Demorei um pouco mais de 1 ano para terminar o primeiro rascunho.

Conexão Literatura: Poderia destacar um trecho do qual você acha especial em seu livro?

Gi Lobato: Gosto muito desse: “Para entender que aquilo era um “eu amo você” era preciso estudar interpretação de texto, e talvez um pouco de psiquiatria, pois era loucura. Quer dizer, isso é o que uma pessoa normal deveria fazer para compreender. Eu apenas sabia. Afinal, ela era minha Tempestade, e eu era o cara que ficaria sempre com o balde, correndo de um lado para o outro, tentando capturar cada gota dela.”

Conexão Literatura: Como o leitor interessado deverá proceder para adquirir um exemplar do seu livro e saber um pouco mais sobre você e o seu trabalho literário?

Gi Lobato: O livro já está disponível na Amazon, e em breve estará no site da Drago Editorial! E para saber mais sobre o meu trabalho, é só curtir e seguir minha página do Facebook (Giovanna Lobato – www.facebook.com/autoragiovannalobato) ou me seguir no Twitter (www.twitter.com/slowbato), sou bastante ativa lá.

Conexão Literatura: Existem novos projetos em pauta?

Gi Lobato: Existem sim, já tenho algumas novas ideias, mas ainda nada concreto.

Perguntas rápidas:

Um livro: Morte Súbita
Um (a) autor (a): J.K. Rowling
Um ator ou atriz: Emma Watson
Um filme: Histórias Cruzadas
Um dia especial: Quando os primeiros exemplares de “Perdidamente” chegaram aqui em casa.

Conexão Literatura: Deseja encerrar com mais algum comentário?

Gi Lobato: Comprem “Perdidamente”, haha! Sou péssima com esses comentários finais, mas quero agradecer muito as oportunidades que tive, e pedir para você que está lendo isso nunca desista dos seus sonhos, porque não desistir é o primeiro passo para o sucesso!

Para adquirir o livro “Perdidamente”: Clique aqui.

 

Fonte: Revista conexão literatura

Eu sou Lúcia Mara Formighieri, cega, graduada em Comunicação Social/Jornalismo há 12 anos e apaixonada por livros. Idealizadora deste blog, parceira e colunista no Congresso de Acessibilidade, Canal de Notícias, entre outros.

“O que eu posso fazer enquanto comunicadora, para transformar a vida das pessoas?

Com este questionamento, criei este Blog, Literagindo, para tratar de Literatura e Leitura Inclusivas!

Venha Literagir com a gente!