O amor ao conhecimento

Fotografia com uma pessoa caminhando ao longe pela praia.

FICHA TÉCNICA

Título do livro:  A Travessia de Calleb

 Autora: Geral dine Brooks.

  Ano: 2011.

  Isbn: 778-85-201.

  Número de páginas: 389

  Editora: Nova Fronteira.

 

 Versões impressas em: livrariascultura.com.br, livrariasaraiva.com.br.

  Versões em ibook: ibooksbrasil.com.br.

RESENHA

Olá turminha do blog Literagindo, tudo bem?

  Hoje trago a vocês uma linda história. Mais uma vez a autora Geral dine Brooks parte de uma longa pesquisa para nos contar a história de Calleb: o primeiro jovem indígena a entrar na Universidade Harvard, no início do século.

  Por se tratar de uma obra de ficção e não haverem muitos documentos nos arquivos americanos, Brooks criou a família Menfield.

  Após a perda de sua mulher, um filho e de muitas preces, um Pastor decide evangelizar os índios de uma ilha próxima. Contudo, sua filha Bethya conhece Calleb, ou Se Tsui Amau.

  Percebendo a inteligência do rapaz, Bethya o evangeliza, tentando fazer com que ele descubra outra cultura e outra religião.

  Contudo, Calleb também acredita nos feitiços do seu tio Takmo Muck de quem se afasta para então viver e aprender as lições do Pastor. Porém, duas perdas sucessivas abalam esta convivência: Bethya perde sua irmã bebê Solasse e seu pai, o Pastor.

  Para o desespero do irmão dela, Mapeasse, o jovem Calleb é brilhante em línguas e consegue ser aprovado na Universidade, mas Bethya é quem sofrerá com isso, por ter de se submeter à trabalhos domésticos na Universidade.

  Quando Mapeasse desiste do curso, ele a obriga a se casar com amigos da família, porém ela escolhe o professor da Universidade.

  O livro divide-se em três partes: as aventuras de Bethya e Calleb, os tempos de Calleb na Universidade e o fim após a formatura deste brilhante jovem.

  Impressões:

  O final do livro é muito triste, embora Calleb se forme, ele não terá o fim sonhado por todos os recém-formados.

  Mais uma vez Brooks, contudo brilha em um extenso trabalho de pesquisa e criação que prende o leitor do começo ao fim.

  Portanto, o blog Literagindo indica: A Travessia de Calleb, de Geral dine Brooks.

  Este livro, todavia, difere-se de sua primeira obra: Memórias de um Livro, entretanto, não deixa de ser um retrato da sociedade arrogante e preconceituosa que são os Estados Unidos atuais.

     A maior Lição da Travessia de Calleb: um homem perdido Entre Duas Culturas: coragem e muita esperança para seguirmos em frente!

  Curtiram? Então, boa Leitura!

Eu sou Lúcia Mara Formighieri, cega, graduada em Comunicação Social/Jornalismo há 12 anos e apaixonada por livros. Idealizadora deste blog, parceira e colunista no Congresso de Acessibilidade, Canal de Notícias, entre outros.

“O que eu posso fazer enquanto comunicadora, para transformar a vida das pessoas?

Com este questionamento, criei este Blog, Literagindo, para tratar de Literatura e Leitura Inclusivas!

Venha Literagir com a gente!