Pistas falsas e sangue frio

 

Foto de no centro Daniel cale, homem de pele branca com fisionomia séria, possui barba e cabelo castanho escuro curtos. Olhos castanhos escuros. Veste roupa social.

FICHA TÉCNICA

Título do livro: Boneco de Pano.

Autor: Daniel Cole

ISBN: 978-812-371 (favor confirmar).

Ano: 2017

Nº de páginas: O livro contém 479 páginas, no total de 36 capítulos e o prólogo.

Idioma: inglês, Estados Unidos, traduzido para o Brasil por Marcelo Mendes.

Editora: Editora Arqueiro Ltda

O livro impresso pode ser adquirido no site www.submarino.com e as versões em mobi e ebook podem ser adquiridas no site da amazona: www.amazon.com.br

RESENHA

     Pistas falsas e Sangue frio   Olá turminha do blog Literagindo, tudo bem?

  Nossa resenha deste mês levará vocês por uma viagem sinistra pelo mundo obscuro dos crimes de Londres. Aos amantes da literatura policial, esta obra não deixa nenhum autor como Agatha Christy para trás.

  “Se você é o diabo, quem sou eu?”, assim começa o brilhante livro de Daniel Call, romancista policial de estréia. Quando os detetives Emilly Backster, Willian Lewender Falks e Edimond são levados a um apartamento no coração de Londres.

  Ao entrarem no apartamento, eles se deparam com algo cruel, muito sinistro e nos leva a pensar de muitas formas: um corpo está preso ao teto, formado pela cabeça do assassino, os membros de seis vítimas e uma lista, contendo os nomes das próximas vítimas, marcadas para morrerem.

  Se você está achando confuso, tentaremos desmanchar este nó, ao menos, sem revelarmos o final.

  Quatro anos antes dos crimes, uma garotinha é morta no Afeganistão e seu assassino, Nagwib Kallid, um descendente de paquistanês é inocentado.

  Como vocês já podem estar percebendo, após o julgamento e sua absolvição, ele voltaria a matar, se o detetive Falks não o tivesse agredido no Tribunal. Mas que motivos teriam levado Falks ao extremo?

  Em paralelo, a Polícia Metropolitana de Londres tenta desmembrar esta história, a partir de fotografias entregues à repórter Andrea Houtch. Mas, por que o suposto assassino teria enviado as fotos justamente para uma repórter do telejornal mais assistidos de Londres?

  Um anel de platina, unhas pintadas com um esmalte caríssimo e a morte do Prefeito da cidade desenrolam este novelo narrativo super bem elaborado.

 Particularmente, envolvi-me com o livro do início ao fim, não apenas por amar a leitura, mas por estar muito feliz por ler um livro de grande mistério, em apenas trinta e seis capítulos.

  Para um autor estreante, Daniel Call se deu muito bem, encontrei apenas um ponto negativo.

  Se você não estiver prestando a máxima atenção, pode se perder na história, isso aconteceu comigo. Depois foi que retornei as páginas e liguei os pontos.

  A partir do arquivo do Departamento de Fraudes da Polícia, inicia-se o desfecho inimaginável, com direito à cenas de muita ação.

  O Blog Literagindo recomenda: Boneco de Pano de Daniel Call e lembrem-se: não matem ninguém, às vezes você pode estar com muito ódio do mundo, mas o amor sempre deverá prevalecer.

  Beijinhos com letrinhas e boas leituras!   Impressões?

Eu sou Lúcia Mara Formighieri, cega, graduada em Comunicação Social/Jornalismo há 12 anos e apaixonada por livros. Idealizadora deste blog, parceira e colunista no Congresso de Acessibilidade, Canal de Notícias, entre outros.

“O que eu posso fazer enquanto comunicadora, para transformar a vida das pessoas?

Com este questionamento, criei este Blog, Literagindo, para tratar de Literatura e Leitura Inclusivas!

Venha Literagir com a gente!

Post Tagged with ,