Práticas de leitura inclusiva para pessoa com deficiência visual: Cenário, avanços e desafios

imagem de fundo branca com bordas amarelas escrito praticas de leitura inclusiva para pessoas com deficiência visual: cenário, avanços e desafios em negrito no meio tem o simbolo da fundação dorina nowill para cegos com um smile com oculos escuro e abaixo esta escrito segundo fórum catarinense do livro e da leitura maio/14Fundação Dorina Nowill para Cegos: Existente há mais de 68 anos oferecendo serviços à sociedade para a conquista da autonomia da pessoa com deficiência visual
– Publicação e distribuição gratuita de livros e revistas acessíveis
– Braille, Daisy, Falado, Fonte Ampliada, Tinta-braille, Musicografia Braille
– Fortalecimento da leitura inclusiva
– Atendimentos multidisciplinares especializados para bebes, crianças, jovens, adultos e idosos com deficiência visual e seus familiares
– Formação profissional e encaminhamento para o mercado de trabalho
– Consultorias de acessibilidade a empresas e órgãos públicos
– Cursos e palestras para a sociedade, visando aproximação do tema da deficiência
– 180 funcionários – 230 voluntários
– Valores: Perseverança, Respeito, Ética e Dedicação

Livro e Leitura Inclusiva
– Acesso à informação, educação e cultura
– Projetos por meio de incentivo fiscal
– Pesquisas – Da distribuição de livros acessíveis ao empoderamento
– Rede de Leitura Inclusiva
– Oficinas de capacitação
– Articulação – Compartilhamento
– Inovação e novas tecnologia
– Biblioteca do Livro Falado (usuários leem 9 livros ao ano)
– Biblioteca on Line
– em desenvolvimento
– Android Daisy
– em desenvolvimento

Autonomia!!!
Pesquisa Nacional “Os hábitos de leitura da pessoa com deficiência visual”

Público
– 709 Pessoas com deficiência visual + 312 organizações
– 2012

Organizações
– 84% atendentes ensino superior e 61% classe B
– 71% trabalha com def. visual e 80% em bibliotecas há mais de 3 anos
– 79% eventos de leitura geral X 39% eventos para def. visuais
– 18% def. visuais encontra acervo X 43% sem deficiência visual
– 55% atendentes consideram acervo acessível ideal / qualidade
– 90% tem informações sobre deficiência visual
– Passividade Leitor com deficiência visual
– 57% classe C, 63% não PEA e 34% ensino médio completo
– 65% frequenta/ frequentou biblioteca pública + 37% tem dificuldade de acesso
– 33% tem dificuldade de conseguir livro acessível
– Passividade

Leitor com deficiência visual
– 57% classe C, 63% não PEA e 34% ensino médio completo
– 65% frequenta/ frequentou biblioteca pública + 37% tem dificuldade de acesso
– 33% tem dificuldade de conseguir livro acessível
– Passividade

Censo 2012: 6,5 milhões de pessoas com deficiência visual

 

Leia mais: http://forumleitura.org.br/wp-content/uploads/2014/01/II_Forum_Catarinense_2014.pdf

Eu sou Lúcia Mara Formighieri, cega, graduada em Comunicação Social/Jornalismo há 12 anos e apaixonada por livros. Idealizadora deste blog, parceira e colunista no Congresso de Acessibilidade, Canal de Notícias, entre outros.

“O que eu posso fazer enquanto comunicadora, para transformar a vida das pessoas?

Com este questionamento, criei este Blog, Literagindo, para tratar de Literatura e Leitura Inclusivas!

Venha Literagir com a gente!